Em um contexto de mudanças avassaladoras, rápidas e imprevisíveis como o que vivemos, o conceito de finitude cai por terra. Pela sua dinâmica e complexidade, os negócios devem ser tratados como um jogo infinito, onde jogadores, regras, tempo, posição de relevância no mercado, entre outros fatores, mudam o tempo inteiro. Sem um início, meio e fim bem definidos. É um eterno recombinar, rearranjar, buscando sempre novas interações e testando novas possibilidades.

As grandes inovações e transformações tecnológicas trazem muitos avanços e evoluções, mas também muitas incertezas, ambiguidades e volatilidade às propostas de valor e aos modelos de negócios em todos os segmentos. O nível de complexidade aumentou e exige uma mentalidade infinita, digital e inclusiva, capaz de focar em soluções que não vêm mais da melhoria de partes de um sistema, mas da força existente nas interações entre as partes.

Empresários, empreendedores, profissionais e estudantes, de todas as áreas, precisam se integrar a esse movimento, procurando se reinventar a todo instante. Isso significa promover, initerruptamente, a disrupção de sua ideia, produto, modelo de negócio ou proposta de valor, desenvolvendo uma mentalidade infinita. Se você não o fizer, outro o fará, pois o cliente de mentalidade digital enxerga a inovação como um jogo infinito.

4 respostas
    • Márcia
      Márcia says:

      Obrigada pela visita ao nosso website.
      Estamos sempre publicando conteúdos sobre inovação, colaboração, pessoas.
      Sim, você pode republicar, desde que citando o autor e a fonte (Mauro Carrusca – http://www.keroinovar.com.br).
      Em breve teremos uma newsletter.
      Será um prazer tê-lo conosco.
      Atenciosamente,

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *